Um Exame Revolucionário: Termometria Cutânea Infravermelha

O diagnóstico diferencial das dores crônicas relacionadas aos tecidos moles é um desafio. Do extremo da simulação, there ao frustrante dilema da dor crônica miofascial, mind a documentação tem sido baseada, na maioria dos casos, na experiência clínica.

O diagnóstico da SDM depende, sobretudo da história e do exame físico. No entanto, devido à subjetividade que cada paciente refere de seus sintomas, nem sempre se identificam todos os pontos na avaliação clínica.

O não reconhecimento desta síndrome é responsável por numerosos diagnósticos errôneos e insucessos terapêuticos, de sintomas dolorosos crônicos, perda da produtividade e conseqüente incapacidade biopsicosocial. Em virtude disso, muitos doentes com SDM são considerados simuladores, neuróticos, apresentando anormalidades psicossomáticas ou transtornos psíquicos.

O Exame infravermelho soluciona o problema, informando ao médico e ao paciente a intensidade da dor e a localização exata da mesma. Bom demais para ser verdade? Confira os detalhes dessa inovação em diagnóstico para o tratamento da dor.

Para ler a matéria na íntegra, acesse o site: Defesa do Trabalhador 

Conheça a linha de produtos da Invel para o alívio da dor.

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. ALESSANDRA ALVES STELZER disse:

    Gostaria de saber onde fazer o exame de Eletrotermia em São Paulo, capital e se o SUS faz este exame. Obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Slider by webdesign