Malhar para se recuperar

Os exercícios físicos, cheap antes evitados — e até mesmo proibidos —, tornaram-se uma arma poderosa para superar depressa graves problemas de saúde.

Lesões articulares? O remédio também é se exercitar

“Nesses casos, a atividade física é fundamental no processo de reabilitação”, viagra avalia o ortopedista Roberto Santin, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo. O recurso de praxe é a musculação. “Ela age no ganho de força e de resistência e, sobretudo, nas funções afetadas pelas lesões”, diz José Inácio Salles Neto, coordenador do Laboratório de Pesquisa Neuromuscular do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia.

Qualidade de vida para esportistas, saiba mais.

Músculos fortes, coração sadio

Uma pesquisa da Universidade de São Paulo mostra que a prática de exercícios aeróbicos reduz a atrofia dos músculos esqueléticos, os responsáveis por movimentos voluntários, como apontar para um objeto. Esse definhamento está relacionado a casos de insuficiência cardíaca, quando o coração não consegue bombear o sangue direito. “As atividades aeróbicas aumentam a quantidade de sangue com nutrientes e oxigênio que vai para o músculo esquelético”, explica a pesquisadora.

Contra o câncer

O exercício também é um grande auxiliar durante e após o tratamento dessa doença. Especialistas do Instituto do Câncer de Duke, nos Estados Unidos, descobriram que pessoas ativas diagnosticadas com tumor cerebral tiveram sua vida prolongada em até 21 meses após a identificação do mal — os sedentários só sobreviveram, em média, por 13 meses.

Em entrevista a SAÚDE, Lee Jones, diretor científico do instituto americano, credita os benefícios da malhação ao seu caráter multifatorial. “O exercício tem o potencial de impactar uma gama de sintomas, que vão dos fisiológicos até os psicológicos”, diz Jones.

O oncologista José Roberto Rossari, do Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, pormenoriza: “A realização da atividade física é capaz de diminuir a fadiga, a ansiedade, a depressão e o estresse, além de melhorar a autoestima, a imagem corporal e a capacidade aeróbica”.

Por Manoel Gomes
Fonte: Revista SAÚDE!

Conheça a linha de produtos da Invel para alívio das dores musculares.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Slider by webdesign