Exercícios que aliviam a dor

Exercícios de amplitude de movimento são uma forma suave de exercícios em que se movem as articulações em todas as direções naturais, ambulance com a máxima amplitude possível, sem causar dor. Eles têm como objetivo aumentar os limites de movimentos das articulações para manter sua mobilidade e permitir que se movam de maneira mais confortável. Além disso, eles também ajudam a aumentar sua flexibilidade e são essenciais, juntamente com os exercícios de fortalecimento e aeróbicos, no cuidado das articulações com artrite.

Para obter os melhores resultados, treat realize os exercícios de maneira suave, constante e lenta. Evite pular, sacudir ou esticar. Não prenda a respiração. Respire da maneira mais natural que puder. Comece fazendo cada exercício de cinco a dez vezes, quando possível, e vá aumentando as repetições gradativamente. Se qualquer exercício causar dores no peito, qualquer outra dor ou falta de ar, pare imediatamente. E não force as suas articulações até o ponto de sentir dor. Quando elas estiverem inflamadas, o melhor é pular os exercícios e descansar até que a inflamação melhore. Caso tenha qualquer dúvida, fale com o seu médico ou fisioterapeuta.

Pulsos e dedos das mãos
Faça esses exercícios com uma mão e depois com a outra. Pode ser que você ache útil usar uma mesa para apoiar as mãos e braços durante esses exercícios.

Relaxe os dedos das mãos e flexione o pulso para trás e para frente o máximo possível.

Descanse seu braço e sua mão, com as palmas para baixo, esticadas sobre a mesa. Um de cada vez, levante os dedos o máximo que puder enquanto mantém os outros dedos sobre a mesa. Não esqueça de fazer o mesmo com o dedão. Então, com os dedos juntos, erga toda a mão enquanto mantém o antebraço sobre a mesa.

Abra bem a mão e depois a feche, forme um punho e solte.

Com a mão bem aberta, toque a ponta de cada dedo na ponta do dedão. Quanto mais distanciar os dedos, maior será a extensão atingida.

Coloque sua mão, com as palmas para baixo, sobre a mesa e com o dedão estendido para o lado. Um por um, deslize cada dedo sobre o dedão até que todos eles estejam juntos.

Pescoço
Estes exercícios podem ser feitos em pé ou sentado. Nunca estenda muito o pescoço para trás diretamente, pois isso coloca pressão desnecessária sobre a parte superior da sua espinha.

Gire a cabeça devagar e olhe sobre o ombro direito. Depois, faça o mesmo sobre o ombro esquerdo.

Incline a cabeça para a esquerda, movendo a orelha esquerda em direção ao ombro esquerdo e repita o mesmo no lado direito.

Ombros
Deite de costas, com os braços ao lado do corpo, dobre os cotovelos e tente mover o braço (e não o antebraço!) para longe do corpo até ele formar um ângulo reto. Mantenha os braços na cama ou no chão durante esse exercício.

Cotovelos
Deitado de costas e com os braços sobre a cama ou sobre o chão, flexione os cotovelos em ângulos retos de maneira que seus antebraços fiquem perpendiculares em relação ao seu corpo. Quando estiver nesta posição, gire os antebraços de modo que você alterne o olhar sobre as palmas e as costas de suas mãos.

Costas
Fique de pé com as mãos nos quadris e os pés separados pela mesma distância que separa os ombros. Gire a cabeça e ombros para a direita e depois para a esquerda. Os seus quadris devem estar virados para frente durante todo o exercício.

Quadris
Sente-se no chão com suas pernas esticadas para frente. Gire as pernas para dentro, de maneira que seus dedos e pés apontem uns para os outros. Então gire suas pernas para fora, fazendo com que os dedos e pés apontem para sentidos contrários.

Joelhos
Deitado de costas com as pernas estendidas, traga um joelho para cima na direção do peito e então retorne-o à posição inicial. Repita isso quatro vezes e depois faça o mesmo com a outra perna.

Pés/tornozelos
Sente-se no chão com as pernas estendidas para frente. Faça círculos no ar com os dedões dos pés, primeiro no sentido horário e depois no sentido anti-horário. Lembre-se de girar os tornozelos com leveza. Faça várias rotações em cada direção, com um pé de cada vez.

Dedos do pé
Sente-se no chão com as pernas estendidas para frente. Flexione e estenda os dedos. Se seus dedos estiverem rígidos demais, use as mãos para dobrá-los para baixo e para cima de maneira suave.

Até que se encontre uma cura, os pacientes com artrite devem achar um jeito de conviver com a doença. Por isso, use nossas dicas e sugestões para diminuir a dor.

Continue lendo no How Stuff Works>>

Fonte: How Stuff Works

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Slider by webdesign