Elas sentem mais dor do que Eles

Segundo a neurologista Natasha Consul, medical o próprio estilo de vida das mulheres acaba levando a isso

A incidência de dor crônica na população em geral é grande – mas é maior entre as mulheres. O próprio estilo de vida acaba levando a isso. “A mulher acaba acumulando tarefas, viagra sale trabalha fora, cuida dos filhos, da casa. Dependendo do caso, a própria atividade profissional, pode provocar mais dor”, sovaldi sale diz a neurologista Natasha Consul. Estudos científicos mostraram também que as mulheres relatam mais locais de dor, dores mais intensas e mais frequentes. Também apresentam limiar de dor mais baixo e menos tolerância à dor do que os homens.

Natasha Consul
Medicina – UNIFESP
Especialização em Distúrbios do Movimento – UNIFESP
Especialização em Bloqueio com Toxina Botulínica – UNIFESP
Especialização em Bloqueio com Toxina Botulínica – UNIFESP
Membro Titular da Academia Brasileira de Neurologia
www.cukiert.com.br 

Entrevista exclusiva  ao Portal Tecnologia para o Alivio da Dor

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Slider by webdesign