Conheça os tipos de Bursite

Conheça os tipos de Bursite

Bursite aguda, bursite crônica como avaliar o tipo de bursite?

Bursite Subdeltóidea Aguda

A bursite subdeltóidea aguda é a causa mais frequente da limitação da mobilidade articular que não respeita as proporções capsulares. Esta doença tem início súbito, atingindo seu apogeu em apenas três dias. O paciente refere dores de intensidade progressiva, inicialmente localizadas no ombro e projetando-se em seguida até o punho. O exame revela acentuada limitação da mobilidade. Esta afecção difere do padrão capsular pela limitação predominante da abdução, enquanto a rotação externa se revela praticamente normal.

As dores costumam ser muito intensas durante os primeiros dez dias; a cura espontânea leva cerca de seis semanas. É perfeitamente possível que ocorra uma recaída dentro dos cinco anos seguintes, seja no mesmo ombro, seja no lado oposto. A calcificação do tendão do músculo supra espinhal é capaz de provocar a bursite aguda, quando os sais de cálcio se distribuem de repente na luz da bolsa subdeltóidea.

A bursite aguda pode também ser a primeira manifestação de um processo reumático.

Bursite Subdeltóidea Crônica

Pode ser primária ou secundária, em analogia ao que ocorre com afecções da articulação acrômio-clavicular. Todavia, cumpre assinalar que a bursite crônica não apresenta a continuação ou a sequela tardia da bursite agida. Essa última é uma doença inteiramente à parte.

Bursite crônica primária

A bursite crônica “primária” pode ocorrer em qualquer período etário entre os 15 e 65 anos. Parece ser secundária a alguma outra afecção do ombro, geralmente de natureza degenerativa, a qual por si só não provoca sintomas.

Bursite crônica secundária

A bursite crônica secundária é muito mais frequente que a forma primária. Trata-se sempre de sequela de alguma afecção do manguito, de alguma patologia da articulação acrômio-clavicular ou da presença de irregularidades no acrômio e/ou no grande tubérculo (após fratura, por exemplo).

Bursite Subcoracóide

A bursite subcoracóide manifesta-se por limitação dolorosa da rotação interna e a abdução permanece normal. A rotação externa é completa quando executada passivamente, no ombro mantido em abdução de 90 graus. Nesta afecção, a dor é mais intensa durante a adução passiva horizontal, praticada adiante do corpo.

Fonte: Professor Franceli Rodrigues Kuntzler, site ebah.
Para aliviar dores sem uso de medicamentos ou contra-indicações, sugerimos a  Invel® Actiive Glove, um produto com registro pela ANVISA, que auxilia no tratamento para o alívio da dor.
Em caso de duvidas ou persistência dos sintomas consulte seu medico!

Um Comentário

  1. Sonia Albuquerque says:

    Eu não sabia de tudo isso, achava que bursite era apenas nos ombros. Agora tenho apenas que tomar cuidado pra não fazer esforços repetitivos demais e evitar a bursite, deve doer bastante.

    Reply

Deixe um Comentário

CAPTCHA Image
*

Powered by WordPress | Deadline Theme : An AWESEM design

Slider by webdesign