Como o exercício ajuda a diminuir dores crônicas

exercicio-tad

Um estudo publicado pela Mayo Clinic mostra uma ligação entre o sedentarismo e queixas de dores crônicas que envolvem músculos, ligamentos, tendões e ossos. Pessoas com doenças crônicas, como dores nas costas, artrite ou dores na coluna cervical sofrem não apenas com a dor, mas também com a fadiga e até depressão. O exercício eleva o espírito, porque libera endorfinas na corrente sanguínea. As endorfinas são equivalentes à morfina um analgésico natural. O exercício também aumenta a sua oferta de serotonina. A serotonina é o hormônio do prazer. Aqui estão mais das coisas vantages de fazer exercícios físicos: inibe a produção de um tipo de prostaglandina, que provoca inflamação, alivia insônia facilitando uma boa noite de sono, reduz os sinais da dor, faz você se sentir feliz por elevar o seu humor, que por si reduz a dor. O exercício também reduz a dor e a rigidez nas articulações, fortalece os músculos em torno das articulações e aumenta a flexibilidade e resistência. Também reduz a inflamação da artrite e outras doenças relacionadas e diminui o risco de outras doenças crônicas.

Mas às vezes não é tão fácil para começar uma rotina de exercícios quando você está dolorido. O seu nível de dor irá determinar o nível de seu plano de exercícios. Quer combater a sua dor? Saia do sofá! O movimento corpo é o melhor remédio para a dor crônica. Praticar exercícios moderadamente e com regularidade oferece uma variedade de benefícios. É importante consultar o seu médico e seu fisioterapeuta para estabelecer os limites para o seu programa de exercícios.

Como Exercitar-se se você está com dor

Se você sofre de dor intensa, inicie com movimentos de flexibilidade, que são basicamente exercícios de alongamento ativo que irão melhorar a sua amplitude de movimento e lhe ajudarão a realizar suas atividades diárias, que já se tornaram mais difíceis. Muitos dos exercícios podem ser feitos sentado em uma cadeira. Mova seu pescoço de um lado para o outro, faça movimentos circulares com os ombros e pulsos, levante os joelhos como se estivesse marchando suavente na posição sentada, também faça movimentos circulares com seus tornozelos. Fazendo isso algumas vezes por dia você irá gradualmente aumentar o fluxo sanguíneo para as articulações, levando à liberaão dos movimentos sem dor. Outras modalidades, como yoga e tai chi também são excelentes formas de exercício de flexibilidade. Procure no seu jornal local para encontrar classes de apoio na sua àrea.

Para aqueles com lesões articulares, exercícios de alto impacto podem piorar a dor por isso evite esta modalidade. Consulte seu médico pois ele pode sugerir que você tome um anti-inflamatório antes da sua prática de exercícios se ele julgar necessàrio. Um mínimo de desconforto as vezes pode estar presente e se você puder tolerar, isso vai ajudar a manter as suas articulações em movimento. Mas lembre-se: evite todas as formas de exercícios que piorem as suas dores. Faça exercícios físicos como parte de sua rotina diária e você notará diminuição da dor. Um programa de condicionamento físico equilibrado que consista de uma modalidade cardiovascular, fortalecimento muscular e flexibilidade fará mais do que ajudar a diminuir a dor -pode ajudar na prevenção de lesões articulares e ajudar a evitar outras doenças mais graves, como doenças cardíacas, hipertensão arterial e até mesmo reduzir o colesterol.

Continue lendo no Saúde e Bem Estar

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Slider by webdesign