Como aliviar a dor nos joelhos?

A maioria das pessoas considera a dor nos joelhos um sinal de velhice e fraqueza, viagra e, por isso, muitos suportam a dor até o dano ficar maior.

Esta é uma condição comum que afeta a todos e, se não tratada a tempo, pode causar deslocamento permanente. Por isso, é importante falarmos o que sentimos, independentemente do que os outros pensam, e, quanto mais cedo reconhecermos que é um problema real, mais rapidamente será encontrada a solução.

Operações caras são geralmente recomendadas para remediar esta condição, patient mas existem soluções eficazes, mais baratas e menos invasivas. Serão propostos aqui 13 tratamentos naturais, mas antes é preciso saber:

Por que doem os joelhos?

O joelho é uma articulação complexa que une a coxa e a perna, é ponto de contato entre tíbia, fêmur e patela. Os ossos são ligados por ligamentos e tendões, enquanto a cartilagem favorece o movimento. Também tem dois rolamentos chamados meniscos e bolsas sinoviais que reduzem o atrito e protegem a estrutura do joelho.

As pernas suportam o peso do nosso corpo e, portanto, é frequente o surgimento de lesões e inflamações graves nos joelhos, com dores persistentes na área afetada. Muitas delas só podem ser tratadas cirurgicamente, mas outras podem ser aliviadas através de cuidados domiciliares e tratamentos não convencionais. Vejam a seguir as várias causas de dor no joelho, de acordo com o tipo de tratamento de que necessitam.

Afecções que permitem tratamentos não convencionais

Pancadas ou traumatismos diretos ou indiretos.

Artrite ou inflamação aguda do joelho: entre as causas estão a má postura, o desgaste, as doenças reumáticas e as infecções.

Tendinite: inflamação do tendão, pelo uso de calçados inadequados, repetição de exercícios errados ou má postura.

Entorse ou tensão: Rasgo, inchaço ou estiramento excessivo de um ligamento após movimento brusco, queda, pancada ou forte torsão. Precisa geralmente de imobilização para a cura.

Bursite: Inflamação das bolsas ou sacos do joelho, geralmente causada por laceração ou abrasão. Precisa de tratamento anti-inflamatório, repouso e curativos de pressão.

Cisto de Baker (Medlineplus): protuberância fluídica na parte posterior do joelho. A inflamação pode levar a desconforto, dor e movimentos restritos.

Doença de Osgood-Schlatter: inflamação da parte frontal e anterior do joelho.

Estas são as causas da dor nos joelhos. Propomos a seguir treze tratamentos naturais para curá-la. Escolha o que você preferir e observe a melhora na sua qualidade de vida.

Como aliviar a dor nos joelhos de forma natural?

Os médicos optam, cada vez mais, pela medicina natural como alternativa aos fortes produtos químicos e às cirurgias complexas realizadas hoje: então, por que não fazermos o mesmo? Uma vez que a medicina natural é considerada como todo procedimento utilizado para curar as pessoas, cuja eficácia não foi comprovada cientificamente, então, eis treze opções para aliviar a dor nos joelhos. Caberá a você decidir se quer aliviar rapidamente a dor ou tratá-la em longo prazo para eliminá-la.

Tratamento 1: Compressas frias
Este tratamento é para entorses leves e rasgos leves nos ligamentos. Uma compressa fria durante 30 minutos duas ou três vezes por dia reduzirá a inflamação. Usar também um saco de gelo envolto em pano para evitar o contato direto com a pele. É altamente recomendado nas primeiras 48 horas após a lesão.

Tratamento 2: Compressas quentes
O uso de compressas quentes alivia a dor e rigidez associadas a doenças como a artrite. Usar um cobertor elétrico em temperatura baixa a média, uma bolsa para micro-ondas ou uma compressa quente na área afetada por 15 minutos, várias vezes ao dia.

Tratamento 3: Frio e quente
É simplesmente uma combinação dos dois anteriores, em que se alternam panos quentes e frios por 15 minutos para reativar a circulação e aliviar a dor.

Tratamento 5: Exercícios terapêuticos e alongamentos
Alongamentos e exercícios terapêuticos aliviam os joelhos. Para uma vida saudável, ioga e tai-chi podem ser uma excelente alternativa.

 Continue lendo no Melhor com Saúde>> 

Fonte: Melhor com Saúde

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Slider by webdesign