Botox combate a dor de cabeça crônica!

O tratamento foi descoberto por acaso nos anos 1980 no Canadá e um estudo pioneiro sobre os efeitos dele vem sendo feito há oito anos na Bahia.

As crises de dor de cabeça começaram quando a técnica administrativa Marinalva Santos de Jesus era ainda uma adolescente. Foram piorando cada vez mais. Ela tentou de tudo, click até tratamento com antidepressivos. Mas as enxaquecas foram ficando insuportáveis.

“Eu tomava um, não resolvia. Aí eu buscava outro tipo de analgésico para ir resolvendo. Comecei a ficar viciada em analgésico”, conta. É o que acontece com muita gente. No desespero para resolver o problema, treat adquire-se outro. Mas um caminho diferente vem sendo explorado com sucesso.

Fazer a dor parar não apenas por algumas horas, como faz um analgésico comum, mas até por alguns meses. Para quem tem enxaqueca, esta promessa parece um sonho. Mas é realidade. O tratamento foi descoberto por acaso nos anos 1980 no Canadá, pilule e um estudo pioneiro sobre os efeitos dele vem sendo feito há oito anos na Bahia.

O novo método usa injeções de toxina botulínica, uma substância que provoca o relaxamento muscular. A toxina é bem conhecida em tratamentos estéticos. Aplicada nos músculos da face, ela é um recurso utilizado há muito tempo para disfarçar as rugas. Foi assim que seu efeito contra as enxaquecas acabou sendo notado.

“A maioria das pacientes que melhorava de suas rugas se referia também à dor de cabeça. A partir daí, alguns estudos foram feitos, especificamente para o tratamento da dor de cabeça”, explica o neurologista Ailton Melo, da UFBA.

Em 2011, a Vigilância Sanitária liberou o uso da substância no Brasil contra a dor de cabeça. Estudos revelaram que a toxina, além de relaxar, bloqueia o processo doloroso três dias depois da aplicação.

“Os neurotransmissores que estão envolvidos no processo de dor, que são combatidos com a toxina botulínica, precisam de um tempo para ter um rearranjo para ter uma reorganização dos neurotransmissores”, acrescenta o médico.

Marinalva participou de um estudo em Salvador: 85% dos pacientes que não respondiam a outros tratamentos tiveram melhora com a toxina. Ao contrário do analgésico, que alivia a dor por pouco tempo, o efeito do medicamento dura até quatro meses.

“Eu uso a toxina, faço controle alimentar, e não sinto dor de cabeça. Maravilhoso”, comemora Marinalva.

A vida sem dor é outra coisa. Marinalva voltou para as corridas diárias na orla de Salvador. A parte ruim do tratamento é o preço ainda elevado e a dorzinha na hora da aplicação. “Dói um pouco. Mas nada pior do que enxaqueca. Enxaqueca é muito pior”, reforça.

“As rugas foram consequência do tratamento”, ri Marinalva. “Claro que a gente fica satisfeito. Funcionar a dor de cabeça e tira as rugas. É muito bom, porque eu estava doente, eu estou saudável e hoje eu estou sem rugas.”

Autora: Isabela Assumpção
Fonte Globo Reporter sobre Dor

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. EURIDES PEREIRA DA SILVA disse:

    Tenho enxaqueca crônica todos os dias, faço tratamento com Citalopran – antidepressivo, a melhora é bem pequena e sofro muiiito, gostaria de saber como faço para participar das pesquisas com tratamento de botox por conta do governo, pois é muito caro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Slider by webdesign