Ai, que dor nas costas!

A maioria das pessoas sente ou vai sentir dor nas costas, cialis pelo menos uma vez na vida. Portanto, todo cuidado é pouco.

Um dos motivos mais freqüentes de afastamento no trabalho, a dor nas costas, que também é chamada de dor lombar ou lombalgia, pharm é um problema de altíssima prevalência. Estatísticas revelam que cerca de 80% da população sente ou vai sentir esse tipo de dor em algum momento da vida.

Conheça as roupas terapêuticas da Invel que melhoram a circulação sanguínea e aliviam as dores nas costas.

Localizada na parte baixa das costas, unhealthy a que fica próxima ao quadril, a região lombar é muito solicitada, principalmente quando estamos sentados.  Existem fatores que funcionam como gatilhos para a dor: uso de salto alto, gravidez, má postura, encurtamento da musculatura da região lombar e dos músculos posteriores da coxa e falta de tônus nos músculos abdominais estão entre eles.

O salto alto e a gravidez, por exemplo, provocam deslocamento do centro de gravidade, alterando a posição natural da coluna, que se curva para a frente.  Isso leva a um aumento da curvatura da região lombar, o que muita gente conhece como hiperlordose lombar.

Descoberta molécula-chave para detectar e curar a dor crônica.
Dicas para postura correta.

Mas há uma boa notícia: músculos abdominais mais fortes podem ajudar muito a melhorar a situação, amenizando a dor e mantendo a coluna no eixo.  Sem falar que a postura fica muito mais elegante.

Outro fator crucial é a qualidade de vida, muito se tem polemizado em relação a origem das dores nas costas, as quais muitas vezes possuem relação com a percepção do indivíduo em relação a própria vida. Leia mais em lombalgia e a qualidade de vida.

Fonte: Portal VEJA

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Sandro disse:

    Já existem diversos tratamentos alternativos para dores nas costas. Mas não só isso. Atividades físicas, qualidade de alimentação e hábitos saudáveis (inclusive relativos a postura) são de suma importância no combate as dores crônicas nas costas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Slider by webdesign