Lesões do punho

Sofrer com algum tipo de inflamação não é nada agradável. Entre os sintomas, estão dor, calor, vermelhidão e inchaço no local atingido. Isso acontece porque o corpo está reagindo a alguma lesão ou dano que ocorreu nos tecidos.

Muitos problemas apresentam um processo inflamatório, como a tendinite, que causa dor no punho, e é uma queixa comum entre as pessoas, é uma inflamação dos tendões, que são a estrutura que liga os músculos aos ossos, causando dor localizada, dificuldade em movimentar o membro afetado e pode haver um leve inchaço ou vermelhidão no local. Muita das vezes também no sobe e desce dos pesos nas mãos, o punho pode acabar sendo vítima de uma lesão indesejada. Esta costuma ser a reação da região que tem uma estrutura flexível, porém, bastante frágil, principalmente quando fica vulnerável a movimentos repetitivos de grande impacto e de sobrecarga. A tendinite pode ocorrer em qualquer tendão do corpo, mas ela é mais frequente nos ombros, cotovelos, punhos e joelho.

Sintomas de tendinite no ombro, cotovelo e braço

Os sintomas da tendinite no ombro, braço ou antebraço incluem:

  • Dor num ponto específico do ombro ou antebraço, que pode irradiar para o braço;
  • Dificuldade em realizar algum movimento com o braço, como levantar os braços acima da cabeça e dificuldade em segurar objetos pesados com o braço afetado
  • Fraqueza do braço e sensação de fisgadas ou cãibras no ombro.

A tendinite nos braços, normalmente surge devido a esforços repetitivos, como tocar instrumentos musicais por muitas horas seguidas, lavar roupa ou cozinhar, por exemplo.

Sintomas de tendinite no pulso e mão

Os sintomas específicos da tendinite no punho ou mão são:

  • Dor localizada no punho que piora ao realizar movimentos com a mão;
  • Dificuldade em realizar certos movimentos com o punho por causa da dor;
  • Dificuldade de segurar um copo, por exemplo, devido a fraqueza dos músculos da mão.

Como tratar a tendinite

O tratamento para a tendinite é feito com anti-inflamatórios receitados pelo médico, uso de bolsas de gelo de 3 a 4 vezes por dia por, aproximadamente, 20 minutos de cada vez, e fisioterapia. A tendinite tem cura, mas para alcançá-la é muito importante deixar de realizar a atividade que a provocou ou qualquer outro esforço com o membro afetado, para dar tempo para o tendão recuperar-se. Se esta medida não for cumprida, é pouco provável que a tendinite seja completamente curada, podendo gerar uma lesão crônica chamada de tendinose, onde há um comprometimento mais grave do tendão, que pode até mesmo levar à sua ruptura.

 

Fonte: Minha vida

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Slider by webdesign